Número total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Este país não é para escritores

Há uns tempos atrás a cidade de Lisboa, mais precisamente o Campo das Cebolas,  foi palco da cerimónia de deposição das cinzas de um dos nomes maiores da literatura portuguesa: José Saramago.


As cinzas foram colocadas junto das raízes de uma esbelta oliveira. De um lado está o nome do escritor com as datas do nascimento e da morte. Do outro lado a famosa frase final do Memorial do Convento: "Mas não subiu para as estrelas, se à terra pertencia". Atrás está um banco de mármore. Ontem passei por lá. O banco está graffitado e estavam duas motas encostadas à oliveira. Que merda de gente é esta? ( Peço desculpa, mas em momentos como este só me apetece soltar o português vicentino...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.