Número total de visualizações de página

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Dia 1 - A Ladurée na Pont des Arts

Chegar a Paris, mesmo com vento e chuva no mês de Agosto, é sempre uma festa!

É sacudir a água e avançar para o hotel. É sair do hotel e embarcar na aventura de uma cidade que me leva sempre a lugares inesperados, tornando impossível seguir um percurso laboriosamente definido.

No entanto, sendo hora do lanche e com o firme intuito de arruinar a linha, a primeira pausa foi a Ladurée da Rue Bonaparte. Com quatro macarons num saquinho foi ver-me sentada na Pont des Arts a devorá-los avidamente pela seguinte ordem de preferência: caramelo, pistáchio, chocolate e morango. La vie en rose! E que raio de mania esta de atracar cadeados na desgraçada da ponte! L´amour…


De seguida foi descer pelo Louvre, Tuileries, Concorde (lembrei-me logo das tricoteuses), Madeleine, e subir pela Place Vendôme e Rue de St. Honoré, pasmando sempre com as lojas e o luxo desta parte da cidade.


Depois dirigi-me à Rue des Rosiers, centro da comunidade judaica parisiense no coração do Marais. Foi altura de deitar o dente a uma falafel, eu nem queria… Ainda na Rue des Rosiers deparei-me com o antigo Goldenberg´s, que actualmente é uma loja de roupa, onde em 1982 acorreu um atentado anti-semita. O que vale é que Paris é uma cidade com memória.



Com as perninhas já a doer e com as costas feitas num oito foi altura de regressar ao hotel, não sem antes parar num Cibercafé para resolver um certo assunto derivado da profissão…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.