Número total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Caixa de recuerdos

Hoje fui espreitar à minha caixa dos recuerdos e deparei-me com vestígios de uma relação que terminou há cerca de um ano. Numa ânsia desgraçada rasguei e deitei tudo fora. Ena! Na referida caixinha permaneceram, no entanto, recordações das boas relações, não por terem sido perfeitas, mas por envolverem boas pessoas e memórias que com o tempo fazem parte de mim. Mas quando foi mau, intrinsecamente mau,  não queremos que reste nada, nem a conchinha do brinco referida numa famosa crónica do António Lobo Antunes. Estou muito melhor hoje do que estava há um ano atrás. Linda menina!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.