Número total de visualizações de página

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Já agora... as Panateneias


Cena das Ergastinas – Friso este do Pártenon

Nas Panateneias participavam todos os atenienses em honra de Atena e de quatro em quatro anos realizavam-se as Grandes Panateneias. Começavam com uma corrida nocturna de archotes ( lampadedromies ) para acordar a deusa em todos os seus lugares de culto, seguida de uma vigília. Os rituais tinham início ao nascer do sol e tinham lugar ao longo da cidade, percorrendo todos os templos, nichos e estátuas de Atena.
Realizava-se uma procissão, muito estruturada, cujo objectivo principal era oferecer o peplo (manto) bordado à estátua de Atena localizada no Pártenon. Em primeiro lugar surgem as ofertas para o sacrifício e as raparigas adornadas levam o peplo. Em segundo aparecem os cidadãos atenienses e suas famílias organizados em filas, primeiro os homens e depois as mulheres. Em terceiro lugar surgem os metecos. Em quarto lugar aparecem os escravos que transportavam tudo o que era necessário para os rituais.
Antes da procissão ocorriam rituais de purificação e todos os homens e mulheres levavam coroas de ramos, até os escravos as podiam usar. Os habitantes das outras pólis ficavam de fora a ver. Os relatos dizem que existiam inúmeras paragens e que tinham lugar danças em frente às estátuas e altares de Atena.
Depois, em frente ao Pártenon, realizavam-se as ofertas, sacrifícios de animais (hecatombe) e muitos outros rituais. A carne não era desperdiçada, era cozinhada e ocorria o banquete ritual.
Este festival abrangia várias competições desportivas, como é o caso da cavalgada dos efebos, assim como competições musicais, corais, poéticas e de perfeição física masculina. Os prémios incluíam os ramos de oliveira (coroa) e as ânfora com azeite ( ânforas panatenaicas).
Ânfora panatenaica assinada pelo ceramista Kittos
British Museum

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.