Número total de visualizações de página

sábado, 8 de janeiro de 2011

Água Morrente

Il pleure dans mon coeur
Comme il pleut sur la ville.

Verlaine
Meus olhos apagados,
Vede a água cair.
Das beiras dos telhados,
Cair, sempre cair.

Das beiras dos telhados,
Cair, quase morrer...
Meus olhos apagados,
E cansados de ver.

Meus olhos, afogai-vos
Na vã tristeza ambiente.
Caí e derramai-vos
Como a água morrente.

Camilo Pessanha

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.